Estudante de Palhoça é a nova miss Santa Catarina

Elizama Aguilar, de 21 anos, moradora do São Sebastião, foi escolhida para representar o estado no Miss Brasil Mundo

390976d507454df20bc1e0443904bb5e.jpg Foto: WILL MARX FOTOGRAFIAS

A modelo e acadêmica da Direito Elizama Aguilar, de 21 anos, moradora do São Sebastião, é a nova miss Santa Catarina Mundo. O concurso foi realizado na noite de sábado (22), em Balneário Camboriú. Elizama vai representar o estado no Miss Brasil Mundo (que ainda não tem data e nem local definidos), ao lado do mister SC, Luan Antonelli Bristot (de Araranguá).

A candidata de Palhoça conta que foram quatro dias de incansáveis avaliações, em Balneário Camboriú. Teve prova de melhor projeto social - o concurso leva muito a sério as ações sociais, tanto que o slogan é “Beleza com Propósito” - e miss fotogenia; também valiam pontos para a grande final escolhas como “top 20 multimídia”, “top 20 melhor corpo e melhor rosto” e “top 20 miss elegância”. “Foram quatro dias muito intensos, bem cansativos, com prova o tempo todo, uma correria total”, revela a miss, que concorria com outras 41 meninas ao título de mais bela de Santa Catarina.

O evento final, no sábado, começou com apresentações de danças típicas - as representantes da região da Grande Florianópolis apresentaram uma coreografia com referência à “Ilha da Magia”. Depois, as candidatas desfilaram em traje de gala. As 20 melhores classificadas desfilaram em trajes de banho, e aí foram selecionadas as top 10. Nesta fase do concurso, as 10 candidatas selecionadas desfilaram de vestido social casual e responderam a uma pergunta sobre a sua cidade. “O que você destaca em Palhoça?”, foi a pergunta respondida por Elizama, que garantiu ali um lugar entre as cinco meninas mais lindas do estado.

As cinco finalistas desfilaram em traje de gala e responderam a uma pergunta sobre seus projetos sociais. “Eu fiquei muito nervosa, eu tremia, minha mão suava, eu estava gelada. É um misto de emoções que não tem como descrever”, conta Elizama. “Quando saiu a decisão, nossa, piorou, as emoções pioraram, o coração... Não sei explicar, é um sentimento que só quem está ali sentindo sabe. É muito além de felicidade, muito além de gratidão, muito além de um sonho realizado”, comenta a miss Santa Catarina.

Elizama Aguilar revela que rezou antes de entrar na passarela, para que pudesse aproveitar toda aquela experiência da melhor forma possível. “A gratidão que eu tenho pelas pessoas que me apoiaram, pelos patrocinadores, pela minha família, pelos meus amigos, por Deus ter iluminado o meu caminho neste dia... Eu rezei tanto e pedi que Deus guiasse meus passos, minhas palavras, todo meu caminho; que a passagem pela passarela fosse mágica, que eu passasse toda a luz que eu tenho dentro de mim para os jurados e para as pessoas que estavam me vendo”, relembra.

A nova miss SC ainda está organizando a agenda, que será bem atribulada, após a conquista do título estadual. Elizama vai assinar um contrato de um ano com uma agência de modelos do México e também passa a integrar o casting da agência Base, de São Paulo. Além disso, vai participar de projetos sociais e eventos que costumam acompanhar o reinado de uma miss.

A modelo também vai ficar de olho nas concorrentes ao Miss Brasil Mundo. Por enquanto, Santa Catarina foi o único estado a ter a miss coroada. Enquanto os outros estados escolhem suas representantes, Elizama vai caprichar na preparação, que conta com muita malhação na academia, procedimentos estéticos e aulas de passarela e oratória. “A gente tem que moldar uma nova miss. Eu tenho que dar o meu melhor. Quero levar o sonho das 42 meninas que estavam lá dentro, quero levar no meu coração todas elas, quero representar todas elas no nacional, e representar meu estado com toda minha garra e toda a força que eu puder”, projeta.

 

Mister SC

No masculino, foram 29 candidatos, e Palhoça foi representada pelo barman Yuri Branco. "Foi um dos melhores dias da minha vida. Na verdade, foram quatro dias inesquecíveis, que eu vou levar para a minha vida toda", avalia Yuri.
Apesar de ser uma competição, o clima era de fraternidade e cooperação entre os meninos. "Claro, todos foram com o objetivo de ganhar, mas não aconteceu, tudo bem, faz parte, ninguém ganha a vida toda", pondera o representante de Palhoça. "Fiquei chateado por não ter conseguido, mas fiquei feliz pelos meus amigos, como Luan, que levou o título e foi merecedor", conclui.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • d83a8831fba6952d386c6501dc64c0ab.jpg