Sacolas nos pés para encarar lama no Pachecos

Moradores reclamam de estado da rua Maria José da Conceição

5db51782755c09b2dec644861eeb879e.jpg Foto: ARQUIVO PESSOAL

Texto: Isonyane Iris

Inconformados com as péssimas condições da rua Maria José da Conceição, no Pachecos, moradores se sentem humilhados toda vez que chove e são obrigados a “calçar” sacolas plásticas nos pés por conta da lama que cobre toda a estrada. Uma obra para a drenagem da rua teria sido iniciada pelo município, mas segundo os moradores, até hoje não teria sido finalizada.

A rua tem partes mais baixas do que a estrada geral, então, quando chove, o alagamento é inevitável. Sem ter como sair de casa sem se sujar, muitos moradores são obrigados a pôr sacolas nos pés para conseguir andar pela rua. Eleci Noêmia Wagner Martins é moradora da rua há mais de sete anos e relembra que várias promessas de calçamento foram feitas, mas segundo ela, nunca saíram do papel. 

Além dos alagamentos em dias de chuva e dos buracos que cobrem toda a rua, outro problema seria a falta de limpeza no local. “Aqui temos terrenos coberto por mato, uma vala aberta na metade da rua, com isso aparecem ratos, baratas e até cobras nas nossas casas. A Prefeitura até começou uma drenagem, fizeram uma rede pluvial, mas em compensação quebraram algumas bocas de lobo e não arrumaram”, relata Eleci.

Os moradores afirmam já terem ligado inúmeras vezes para a Prefeitura, mas nenhuma resposta foi dada. Angustiados com a falta de providências, eles afirmam estarem envergonhados com as condições em que estão tendo que viver.
Em nota, a Prefeitura respondeu que em 2016 foram executadas obras de drenagem na rua Maria José da Conceição. “Porém, a rede de drenagem de águas pluviais está sobrecarregada, devido a ligações clandestinas de esgoto doméstico. Os próximos passos previstos na Secretaria de Infraestrutura são a recuperação da rede de drenagem e a implantação da pavimentação, o que depende da viabilização de recursos”, informou a Prefeitura.

Enquanto as obras definitivas não são realizadas, a Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) explicou que vem realizando o patrolamento da rua sempre que necessário - inclusive, há duas semanas, equipes da Sesp teriam trabalhado no local.

Para melhorar o sistema de drenagem, a Sesp faria uma desobstrução da tubulação com o caminhão hidrojato. Porém, durante essa operação, se os funcionários encontrassem ligações clandestinas de esgoto, elas seriam lacradas. “Lembrando que na última visita à rua Maria José da Conceição, foram detectadas ligações clandestinas e, quando os funcionários da Sesp tentaram lacrar as conexões irregulares, teriam sido ameaçados por alguns moradores”, informa a Prefeitura.

 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif