cea913637f9993044e2d593d2c8c58a5.jpeg Professor de Ecologia e Oceanologia aborda exploração de petróleo

31912c67f113f2bc58ba76fe5f16f0c1.jpeg Por meio do Governo do Estado, Epagri Ciram realiza ações de apoio à pesca

05869665556f62f815b6c2a9f54623e6.jpeg Professores e alunos da Ponte do Imaruim reclamam de horários do transporte coletivo

2a46e516208184553913a41ae23578e0.jpeg Através de campanha solidária, evento de Dia das Crianças deve ocorrer no São Sebastião

124a5fd64c0300628c002b6987790ece.jpeg Acusado de matar pelo menos 15 pessoas é preso na Ponte do Imaruim

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX

72f487649eea6e06499c8aad717c7939.jpg Rodada do Campeonato Palhocense de Juniores é cancelada por suspeita de Covid-19

fb7c595c0003a6d5a1d67ae4342a585b.jpeg Apostando em jovens talentos, Guarani encerra Série B em quinto lugar

5d4a40de45338ded326da1392547a49a.jpeg Paratleta de Palhoça é homenageada por participação em Tóquio


MENINA É RESGATADA DE CATIVEIRO

Uma menina de 13 anos, que estava desaparecida desde junho de 2019, foi encontrada em uma mata fechada nas proximidades do Morro do Gaúcho e do Rio da Madre

522e5e34ff7f867261a1731563be80f8.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Uma menina de 13 anos, que estava desaparecida desde junho de 2019, foi encontrada em uma mata fechada nas proximidades do Morro do Gaúcho e do Rio da Madre, entre Palhoça e Paulo Lopes. Ela foi mantida em cárcere privado por um ex-vizinho, que conseguiu fugir da força-tarefa que realizou a ação conjunta para libertar a adolescente, na tarde de domingo (13).
A força-tarefa contou com a atuação da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCami) de Palhoça, da Coordenaria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (Core), do 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM), do SOS Desaparecidos, do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) do 7º BPM e da Polícia Militar Ambiental.
A força policial foi mobilizada para localizar e averiguar uma denúncia de cárcere privado e porte ilegal de arma de fogo em Palhoça, onde o suspeito estaria mantendo uma menina menor de 13 anos em cárcere privado.
Na verdade, essa história começa em 2018, quando a DPCami de Palhoça instaurou inquérito policial para apurar uma denúncia de estupro. A menina, na época, tinha apenas 12 anos de idade e o autor seria um homem de 48 anos, que era vizinho da criança. Em junho de 2019, o suspeito soube da investigação da Polícia Civil e resolveu sequestrar a vítima e a manteve em cárcere privado por dois meses na mata. Durante esse período, a vítima vivia acampada e em condições precárias e insalubres. Foram realizadas várias operações nos lugares mencionados para resgatar a vítima e cumprir o mandado de prisão preventiva em desfavor do suspeito.
Na sexta-feira (13), a polícia obteve a informação sobre o paradeiro da vítima e as equipes patrulharam a mata até localizar o acampamento em que estavam a vítima e o sequestrador. No momento da busca, o suspeito percebeu a presença dos policiais na mata e fugiu - na terça-feira (15), ele teria sido avistado por um policial rodoviário federal em Imbituba (SC); a Polícia Militar foi acionada, mas não teve sucesso na tentativa de captura.
No momento em que localizaram o cativeiro, os policiais chegaram a visualizar o suspeito junto à menor; ele não respeitou a voz de prisão e ainda tentou sacar o revólver, que estava no chão. Como não conseguiu, fugiu pela mata.
Durante a busca no acampamento, foi localizado e aprendido um revólver calibre 32, com seis munições. Também foram encontradas roupas da menina e do suspeito no local, além de uma barraca improvisada com lonas.
A menina passou por exames e passa bem. Ela está em um abrigo institucional em Palhoça, enquanto não sai a decisão da Justiça com relação à guarda da adolescente.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg