cea913637f9993044e2d593d2c8c58a5.jpeg Professor de Ecologia e Oceanologia aborda exploração de petróleo

31912c67f113f2bc58ba76fe5f16f0c1.jpeg Por meio do Governo do Estado, Epagri Ciram realiza ações de apoio à pesca

05869665556f62f815b6c2a9f54623e6.jpeg Professores e alunos da Ponte do Imaruim reclamam de horários do transporte coletivo

2a46e516208184553913a41ae23578e0.jpeg Através de campanha solidária, evento de Dia das Crianças deve ocorrer no São Sebastião

124a5fd64c0300628c002b6987790ece.jpeg Acusado de matar pelo menos 15 pessoas é preso na Ponte do Imaruim

5e23d8c4a62a022f340e9d6aa9d81f61.jpeg PBec Brasil completa 11 anos de história no futebol palhocense

e228afe0fbb6efb4982272fb3b076d56.jpeg Tocha se destaca em reestreia do Campeonato Paranaense de BMX

72f487649eea6e06499c8aad717c7939.jpg Rodada do Campeonato Palhocense de Juniores é cancelada por suspeita de Covid-19

fb7c595c0003a6d5a1d67ae4342a585b.jpeg Apostando em jovens talentos, Guarani encerra Série B em quinto lugar

5d4a40de45338ded326da1392547a49a.jpeg Paratleta de Palhoça é homenageada por participação em Tóquio


Pablo Nunes conquista troféu no AD 78 em Goiás

O piloto palhocense subiu ao pódio no sábado (31), conquistando a 5ª colocação; já no domingo (1º), ele chegou em 7º lugar

dcf7627a70db25df3495d8bc96f2cabd.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Piloto de motocicletas de alta cilindrada, Pablo Nunes trouxe mais um troféu para Palhoça. Morador do Pagani, o atleta disputou o AD 78, utilizando uma moto de 300 cilindradas. O evento ocorreu em Goiânia (GO), entre 30 de julho e 1º de agosto. 
 
Além do esforço dos treinos do dia a dia, a disputa exigiu ainda dedicação. Isso porque Pablo é acostumado com motocicletas mais potentes, pois geralmente corre com uma moto de 1000 cilindradas e, nesta competição, teve de se readaptar para pilotar um modelo com 300 cilindradas. 
 
Apesar disso, o caso dele não foi isolado, pois, segundo o palhocense, “houve preparação igual para todos os pilotos”. Os treinos ocorreram na sexta-feira (30), e Pablo conta que se adaptou rápido ao estilo diferenciado. 
 
Já no sábado, quando disputou a primeira classificatória, conseguiu se classificar na 5º colocação, correndo contra quase 35 motociclistas que estiveram no grid. E foi assim que ele subiu ao pódio.
 
Na corrida de domingo (1º), Pablo teve imprevistos logo após a largada. Um dos motivos é que, diferente da corrida com 1000 cilindradas, nessa modalidade com 300, os pilotos correm muito mais próximos uns dos outros, diferenciando o tipo de ultrapassagem. 
 
“Eu me envolvi com duas motos que me tiraram do pelotão da frente; eu vim buscando, mas não consegui alcançar o êxito na corrida de sábado”, explica Pablo. 
 
Mesmo assim, o representante de Palhoça chegou na 7ª colocação. E a somatória desses dois resultados deixaram Pablo Nunes contente, por ter superado novos desafios.
 
“Estou super feliz, foi uma experiência nova para mim. Eu fui a convite do gestor de competição da Yamaha do Brasil, que chama-se Alan Douglas e é um grande amigo meu”, relata o piloto.
 
Já sobre a expectativa para as novas metas, Pablo diz que “são as melhor possíveis e eu já tive um convite para fazer uma segunda etapa ainda esse ano, a gente está estudando o que vai fazer… mas tive uma avaliação bem positiva e consegui trazer mais um troféu para Santa Catarina”, pontua Pablo Nunes, que retornou a Palhoça nesta segunda-feira (02).

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg