Palhoça no radar do Ministério da Infraestrutura

Mas não para já: leilão para obras de infraestrutura na BR-282 só sairá em 2022

3ec9ba698e3c47a12096a88b69423e8e.JPG Foto: ARQUIVO JPP

O leilão do trecho sul da BR-101 em Santa Catarina (a partir de Palhoça) nesta sexta-feira (21), em São Paulo (SP), marca o início de uma série de concessões federais de empreendimentos de infraestrutura de transportes no estado. Ainda em 2020, serão repassados à iniciativa privada os aeroportos Ministro Victor Konder, em Navegantes (SC), e Lauro Carneiro de Loyola, em Joinville (SC), durante a 6ª rodada de concessões aeroportuárias, com leilão previsto pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra) para o 4º trimestre do ano. Em 2021, haverá a concessão da BR-470/282/153/SC (Navegantes à divisa com o RS); e em 2022, será a vez da BR-282 (entre a BR-101, em Palhoça, e o entroncamento com a BR-470, em Campos Novos).

Ao longo do período da concessão da BR-101, entre Palhoça e a divisa com o Rio Grande do Sul, serão investidos R$ 7,4 bilhões em adequações de acessos (31), passarelas (18 unidades), rotatórias (42), novas faixas adicionais (98,3 km) e novas vias marginais (70,3 Km), dentre outras melhorias. O lote de 220,4 km será 100% monitorado por 171 câmeras nas pistas, 64 câmeras em passarelas e atuação integrada com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). De acordo com o MInfra, também haverá a instalação de dez painéis fixos de mensagem variáveis (PMV fixo), que informarão o usuário sobre as condições de trafegabilidade em tempo real, assim como três PMV móveis, distribuídos entres as bases operacionais, para sinalização temporária.

Haverá seis bases operacionais, ao longo da BR-101 em SC, sendo quatro com atendimento ao usuário, onde será possível fazer paradas estratégicas durante o trajeto, beber água, utilizar sanitários/trocadores e obter informações. Sete viaturas de inspeção de tráfego, quatro ambulâncias, três caminhões-guinchos leves e dois guinchos pesados cuidarão da segurança dos usuários.

Além do trecho curto em Palhoça, a concessão engloba os municípios catarinenses de Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba, Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Treze de Maio, Jaguaruna, Sangão, Içara, Criciúma, Maracajá, Araranguá, Sombrio, Santa Rosa do Sul e São João do Sul. Quase 4 mil empregos serão gerados com a concessão, com previsão de retorno de R$ 645 milhões aos 17 municípios por meio da arrecadação da alíquota de ISS.

 

BR-282

Já os planos para a BR-282 não são imediatos. Só no terceiro trimestre de 2022 é que está previsto o leilão de empreendimentos de infraestrutura de transportes em 310,3 quilômetros da rodovia, entre Palhoça e Campos Novos. A rodovia integra os estudos para a concessão de trechos rodoviários que somam 8.175,5 km em 14 estados brasileiros.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif