Integração e inclusão na Semana da Educação Especi

O Centro de Atendimento de Educação Especial (AEE) da escola estadual Governador Ivo Silveira, no Centro de Palhoça, organizou a Semana da Educação Especial

bf581ecf8560601df78e681d52f3a7d9.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

O Centro de Atendimento de Educação Especial (AEE) da escola estadual Governador Ivo Silveira, no Centro de Palhoça, organizou a Semana da Educação Especial, entre os dias 26 e 30 de agosto. Os alunos puderam participar de ações que envolveram coral, teatro, palestras, vivências e gincana.
Na abertura do evento, a professora Fabricia Florentino de Oliveira Juttel falou sobre integração e inclusão. “Integração é você dar às pessoas a mesma oportunidade. E inclusão é você adaptar as oportunidades para as pessoas”, refletiu.
A professora Fabricia detalha uma das dinâmicas realizadas com os alunos, simbolizando o trabalho que é feito com alunos da educação especial: “Pegamos três alunos de diferentes tamanhos e entregamos um caixote para cada um deles. Colocamos um pano para simbolizar um muro. Portanto, o aluno mais alto conseguiu olhar o outro lado; o aluno de estatura mediana conseguiu olhar somente com a metade de sua face acima do pano; já o aluno de estatura baixa não conseguiu ver nada. Ao oportunizar a adaptação, todos conseguiram olhar. Essa é a sociedade que queremos”.
A abertura também contou com o depoimento da aluna Caroline Rodrigues, que contou o quanto a vida dela melhorou desde que entrou no AEE. Em uma cartinha, Carol expressou: “Nesta escola me senti muito acolhida e comecei a gostar mais de mim, a me autoconhecer e a sentir-me mais capaz de seguir em frente, sempre evoluindo. Os professores e colegas de sala me ajudam muito, quebramos barreiras (eu e os alunos). Comecei a apresentar os trabalhos com mais segurança e confiança. O AEE foi de extrema importância para os estudos e para a vida, pois, através dele, me descobri e passei a viver com alegria e em paz comigo mesma, vendo sempre as evoluções. Gosto muito dessa escola. Aqui eu tive oportunidades que a faculdade não me proporciona. É muito bom estar aqui. Nessa escola aprendi não só os conteúdos, mas aprendi a viver. Depressão está fora da minha vida. Eu amo estar aqui. Pretendo voltar para a faculdade de Pedagogia, graças a uma professora daqui. Foram muitos desafios a serem cumpridos e vencidos, foi muito bom estar aqui”.

 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif