Equipe Combat é campeã catarinense

Clube e Escola de Caça e Tiro fica na Ponte do Imaruim

74c6cd82296a0d42ecdd7765590ea198.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

A equipe de competição da Combat - Clube e Escola de Caça e Tiro, localizada na Ponte do Imaruim (rua Frei Lauro, 120) foi destaque no Campeonato Catarinense de Handgun de 2019. A oitava e última etapa foi disputada em Chapecó, no sábado (14).

Na categoria Light, a Combat venceu todas as etapas do circuito e conquistou o título de campeã invicta. Na categoria Carabina Calibre Pistola (CCP), a Combat também ficou com a primeira colocação. Já na categoria Standard, a equipe terminou na segunda posição.

Destaque também para a atleta Jéssica Karla Veiga, que compete na categoria Production. Ela foi campeã na categoria Production Damas, além de sétima colocada na Production Policial e nona na Production Classe A.

“Foi uma honra e uma grande satisfação ser parte integrante da equipe Combat de IPSC Light. Foi meu ano de estreia no Campeonato Catarinense, e fiquei muito satisfeito com a vitória da equipe, invicta, campeã em todas as etapas; além de ser campeão da Classe A e terminar o ano como quarto melhor atleta do estado na categoria Light”, comenta o atleta Tiago Lamim. “O entrosamento da equipe, junto ao apoio do clube, foi essencial para que o ótimo desempenho de todos. Os quatro integrantes da equipe fecharam o ano entre os seis melhores atletas do estado. E isso é reflexo direto do incentivo que recebemos diariamente a continuar e buscar nosso melhor. Defendemos nossas vitórias carregando a bandeira do clube Combat, a bandeira de Palhoça e do estado de Santa Catarina com muito orgulho! Que venha 2020 e muitas outras vitórias”, projeta.

A etapa de Chapecó teve 10 pistas com dificuldades diferentes. “Essa etapa foi muito importante no campeonato, pois valia o dobro da pontuação, e como os 10 primeiros competidores estavam muito próximos na pontuação do campeonato, essa etapa era decisiva para obter bom resultado”, observa o atleta Ângelo Vinicius Bredariol. Nas pistas 9 e 10, o atirador só poderia atirar com a mão forte na pista 9 (direita, pra destro) e somente com a mão fraca na pista 10 (direita, pra canhoto). “Pista a pista, foi uma batalha grande, onde qualquer erro, o mínimo que fosse, poderia mudar tudo. Com o trabalho de equipe e incentivo entre os membros da equipe, alcançamos nosso objetivo de nos sagrarmos campeões na categoria Light, com 100% de aproveitamento, não perdendo nenhuma etapa durante todo o ano”, comemora o atleta da Combat, que completa dois anos de atividade em fevereiro.

A estrutura compreende loja, local amplo, lanchonete, estacionamento, seis boxes, estande de 27 metros e espaço kids. A Combat também conta com uma equipe de profissionais capacitados e oferece cursos, instruções, equipamentos e armamentos para a prática e venda de qualidade. 


As feras da Combat

Categoria Light
ADRIANO BERTOLINO – Vice-campeão geral e vice-campeão Gran Master Catarinense
TIAGO BATISTA LAMIM – 4º colocado geral e campeão catarinense Classe A
NELITO WIGGERS – 5º colocado geral e campeão catarinense Master
ANGELO VINICIUS BREDARIOL – 6º colocado geral e vice-campeão Master

Categoria CCP
AURÉLIO MARCOS BARRETO FRANÇA - 3º colocado geral catarinense
LUIZ MARLON RODRIGUES - 5º colocado geral catarinense
RODOLFO NAVAGIO DE OLIVEIRA - 7º colocado geral catarinense
FABIANO DOS SANTOS - 9º colocado geral catarinense

Categoria Standard
RODOLFO NAVAGIO DE OLIVEIRA - 3º colocado geral e vice-campeão catarinense Gran Master
LUIZ MARLON RODRIGUES - 4º colocado geral e vice-campeão catarinense Master
FELIPE BORGES PAES E LIMA - 11º colocado geral e 7º colocado catarinense Master
EDUARDO RUBINSTEIN - 16º colocado geral e vice-campeão catarinense Classe A



Galeria de fotos: 5 fotos
Créditos: DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif