Família de bebê com APLV pede ajuda

Os pais criaram uma vaquinha online para ajudar a comprar a fórmula Pregomin Pepti; até o momento, faltam R$ 712 para atingirem a meta proposta

3178875d075fe92110694fb7ab87cd5a.jpg Foto: REPRODUÇÃO

Por: Sofia Mayer*

 

O bebê Yuri precisa de sua atenção e ajuda. O menino, de nove meses, possui alergia à proteína do leite de vaca (APLV), e necessita de uma fórmula especial para sua dieta, feita a partir da proteína extensamente hidrolisada. Com a restrição de funcionamento de muitos serviços, a mãe não está conseguindo solicitar o produto, que custa 120 reais, na Prefeitura. Para ajudar na arrecadação de fundos, então, os pais decidiram criar uma vaquinha online para contribuição espontânea.

No dia 17 de março, a mãe de Yuri conseguiu o laudo pediátrico referente ao quadro alérgico do menino. Devido às medidas de restrição que estão sendo adotadas no estado, porém, ela não pôde dar entrada do pedido na Prefeitura, que está com novos processos suspensos. Quando os atendimentos voltarem à normalidade, o menino ainda será encaminhado para uma consulta com nutrólogo para, então, fazer a solicitação da fórmula. A mãe acredita que todo o procedimento deve levar de três a quatro meses para ser concluído.

O casal tem três filhos e mora de aluguel no Bela Vista. No momento, a família está alimentando o bebê a partir de doações de mães que também possuem crianças com APLV. A meta da vaquinha online é chegar a R$ 1.300 em contribuições. Até o momento, já foram arrecados R$ 588. Nas farmácias, cada lata do Pregomin Pepti, alimento utilizado pelo menino, custa em torno de R$ 120 reais. Segundo a mãe, Yuri consome 10 unidades por mês. Só o pai da criança está trabalhando.

A mãe conta que Yuri apresenta reações severas ao consumir outras fórmulas. Como Yuri é o segundo filho do casal com APLV, seguiram, inicialmente, a dieta do primogênito, utilizando o produto Aptamil Active como base da alimentação. A princípio, a fórmula infantil chegou a melhorar os sintomas do bebê, mas logo o corpo do menino voltou a apresentar manifestações adversas. “As fezes ficavam tão ressecadas que chegavam a esfarelar, feridas pelo corpo, assaduras que não saravam”, lembra a mãe. A família conta que o Pregomin Pepti foi o único produto eficaz para a alergia. 

Quer ajudar o menino Yuri? Para contribuir com qualquer valor, clique aqui!



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif