Sec. de Maricultura e Pesca avalia relatório anual

De acordo com as informações dos profissionais que procuraram os canais de atendimento da secretaria, a produção apresentou um crescimento de 15% em relação ao último ano

05c3c2d5b9897dc6aaba923af4e4a50e.jpg Foto: DIVULGAÇÃO

No último dia 31 de março encerrou-se o prazo para envio do RAP – Relatório Anual de Produção que todos os aquicultores com contratos de cessão de uso de espaços físicos de águas da União deveriam encaminhar para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

No município de Palhoça, com o objetivo de apoiar os profissionais no preenchimento do documento, a Secretaria de Maricultura e Pesca disponibilizou um atendimento especial para os aquicultores tirarem suas dúvidas e, principalmente, enviarem o relatório dentro do prazo exigido.

De acordo com o secretário de Maricultura e Pesca de Palhoça, Flávio Martins, “foi muito positiva a procura pelo suporte que oferecemos. Ao todo, enviamos aproximadamente 60 relatórios, o que corresponde a praticamente metade de todos os contratos de cessão de espaços da União aqui no município”.

Outro detalhe importante destacado por Flávio é que conforme as informações repassadas pelos aquicultores houve um crescimento da produção em relação ao último ano. “De acordo com os relatórios que enviamos, constatamos um aumento de 15% na produção em comparação com 2020. E o mais interessante é que a área de cultivo se manteve a mesma, ou seja, ampliamos a produção usando o mesmo espaço físico” ressaltou o secretário.

Vale ainda destacar que até este ano, o envio do relatório foi obrigatoriedade apenas para os aquicultores que realizam o cultivo de frutos do mar em áreas públicas. Porém, de acordo com informações já divulgadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a partir de 2022 os pescadores também terão que enviar o documento. 

"A Secretaria de Maricultura e Pesca está à disposição dos aquicultores que atuam em Palhoça para auxiliar no que for preciso. Se você tiver alguma dúvida, entre em contato que nossos profissionais darão todo o apoio na busca das melhores soluções”finaliza Flávio.

 

Quer participar do grupo de WhatsApp do Palhocense?

Clique no link de acesso!



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg