Moradores pedem revisão de desvio

Munícipes comemoram obra na rua Jacob Weingartner, mas sugerem mudanças nos desvios programados

b6b23dfe9833f4f74cd4d7affa83a05b.jpeg Foto: LUCIANO SMANIOTO

Com a retomada das obras na rua Jacob Weingartner, que liga o Centro de Palhoça aos trevos de acesso ao Nova Palhoça e ao Aririú, todo o fluxo do trânsito (sentido Centro-bairro) foi desviado para a rua Daniel Carlos Weingartner. Não é a primeira vez que isso acontece, e da última vez em que aconteceu, o desvio atrapalhou a vida dos moradores das mais de 50 casas e dois prédios existentes na pequena rua Daniel Carlos Weingartner, de apenas 500 metros de extensão e que conta com sete quebra-molas.

“Muitos veículos passavam por aqui, caminhões, ônibus, tudo, e o que foi que aconteceu: trincou a casa de um morador, arrebentou cano de água, tivemos que arrumar calçada, a rua afundou em alguns pontos”, relata um morador. Na ocasião, os moradores se mobilizaram e conseguiram impedir a passagem de ônibus, já que a rua não comporta trânsito pesado – a rua, aliás, foi pavimentada com recursos dos próprios moradores, em uma parceria público-privada com a Prefeitura.

Na avaliação da população local, a solução mais viável para os desvios seria a reabertura do acesso à rua Roberto Sell (rua asfaltada, com estrutura que sustenta um trânsito pesado), a partir da Edeling Schutz. Esse acesso direto foi fechado no ano passado, para a melhoria do fluxo de veículos trafegando pela Jacob Weingartner em direção à rua Vereador Osvaldo de Oliveira, em direção ao Centro da cidade, que ficava totalmente engarrafada em horários de pico. Do outro lado da obra, sentido bairro-Centro, o desvio ideal, segundo os moradores, seria pela Vidal Procópio Lohn, uma via maior, e não pela rua Prefeito Otávio Zacchi, que tem uma estrutura bem menor.

Os moradores fazem questão de deixar claro que apoiam a obra realizada pela Prefeitura. Trata-se da retomada da reforma de toda a extensão da via compreendida entre o trevo de acesso ao Nova Palhoça até a Praça XV de Novembro. Além da pavimentação, a via terá calçadas padronizadas com acessibilidade em ambos os lados.

Em vídeo postado em suas redes sociais, o prefeito Camilo Martins informa que o contrato com a empresa que iniciou as obras foi rescindido, e por isso os trabalhos só foram retomados agora. “Tivemos que rescindir o contrato com a empresa anterior, multá-la e deixá-la inidônea, não mais será contratada pela Prefeitura de Palhoça. Por isso, esta demora. Agora, com esta nova empresa, eu tenho certeza de que a obra irá em ritmo acelerado”, informou o prefeito, que pediu paciência aos palhocenses. “Quero pedir a compreensão de todos, porque essa obra irá trazer transtornos, problemas no trânsito, porque vai ter escavações, mas ao final, essa obra vai melhorar muito a qualidade de vida de todos os usuários dessa via, porque vai ter asfalto novo e passeio padronizado”, projetou.

 

 

Quer participar do grupo do Palhocense no WhatsApp?
Clique no link de acesso!
 



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: LUCIANO SMANIOTO LUCIANO SMANIOTO
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg