Obesidade é tema de projeto nas escolas estaduais

O dia 11 de outubro é considerado como o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

c1b01e592ea59e1bee65134cf77a5e1d.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

O dia 11 de outubro é considerado como o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. Segundo dados deste ano da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, pela primeira vez o número de pessoas obesas superou a população que passa fome no mundo. No Brasil, 54% da população está com sobrepeso. Quase 20% dos homens e 24% das mulheres estão obesas. Entre as crianças menores de cinco anos, 7,3% registram peso acima do normal. Para ajudar a reverter esse quadro e levar informação para as crianças ainda dentro das escolas, a Nutriplus e a Risotolância desenvolvem, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SED) e Secretarias Municipais de Educação, projetos educacionais que estimulam escolhas mais benéficas na hora das refeições e a prática de atividade física. 
Neste segundo semestre, o projeto de educação alimentar trabalhado nas escolas envolveu o slogan “Todos Contra a Obesidade”. Em Palhoça, em setembro, receberam atividades escolas como Prof Maria Clementina de Souza Lopes (São Sebastião), Pedro Ivo (Ponte do Imaruim), Vicente Silveira (Passa Vinte) e Maria do Carmo de Souza (Pachecos).
O programa faz parte do Intervalo Orientativo, em que os nutricionistas das empresas percorrem as unidades de ensino e discutem com os alunos sobre hábitos e alimentação saudável. O sedentarismo infantil é outro alerta, pois costuma ser a causa de sérios danos à saúde, que podem refletir na vida adulta. 
Em maio do ano passado, foi sancionada a Lei nº 13.666/2018, que inclui educação alimentar e nutricional entre os temas transversais que deverão ser abordados tanto no ensino Fundamental quanto no Médio. Muito antes disso, a Nutriplus e a Risotolância desenvolvem, junto às escolas das cidades atendidas, projetos de educação nutricional adequados a cada segmento educacional, com o objetivo de promover a saúde por meio de hábitos alimentares saudáveis na comunidade escolar, seguindo as diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Os projetos são ações diferenciadas, pois são elaborados por especialistas em nutrição e educação.
No intervalo orientativo ocorre a interação entre a nutricionista e o aluno, abordando temas atuais voltados ao bem estar do aluno em prol do seu crescimento, aprendizagem e rendimento escolar, como as escolhas saudáveis dos alimentos, a prática de atividade física e a qualidade de vida, uma composição equilibrada da refeição, o consumo consciente e a importância do consumo de frutas, verduras e água. Entre as dicas repassadas, estão a montagem “colorida” do prato, a importância da combinação do arroz com o feijão, o consumo das frutas, a diversidade dos legumes e verduras, e o porquê é tão importante fazer a atividade física, além de incentivar a prática do “descascar mais” e “desembalar menos”, ou seja, abusar de alimentos in natura e reduzir o consumo de alimentos processados.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif