Prefeito decreta novas medidas contra a Covid-19

Além do uso de máscaras, estabelecimentos maiores vão precisar medir a temperatura de clientes e funcionários

1cb322027645fa5a492a11145233f2b4.jpeg Foto: DIVULGAÇÃO

Em decreto assinado na última segunda-feira (25), o prefeito Camilo Martins tornou obrigatório o uso de máscaras de proteção facial em todos os espaços de acesso aberto ao público, como o interior de estabelecimentos, em repartições públicas ou parques.

Ainda de acordo com o Decreto Municipal nº 2590/2020, os estabelecimentos com área igual ou superior a mil metros quadrados deverão aferir a temperatura corporal de clientes, usuários e funcionários, antes de entrarem no ambiente. Pessoas com temperatura superior a 37,8ºC não devem entrar no local e precisam ser encaminhadas e comunicadas à Secretaria Municipal de Saúde para monitoramento da Vigilância Epidemiológica.

O superintendente de Vigilância Sanitária, Rodrigo Legat, lembra que, em caso de descumprimento, a Polícia Militar pode ser acionada. "O cidadão já deve sair de casa com a máscara, que é um acessório de proteção indispensável para controlar a transmissão do novo coronavírus", orienta.

O prefeito Camilo Martins lembra que o uso de máscaras já era recomendado desde o início da pandemia. "Decretos anteriores já previam essa orientação que, agora, é uma determinação diante do aumento constante do número de casos", explica.


Conjunto de medidas adotadas em Palhoça

A Prefeitura de Palhoça fez um balanço das principais medidas adotadas para o enfrentamento do novo coronavírus na cidade, desde a primeira quinzena de março, muito antes da confirmação do primeiro caso no município.

Por meio do Decreto 2.558/2020, uma sala de situação foi instituída com uma equipe multidisciplinar, que tem como finalidade o controle, gestão e elaboração de estatísticas e estratégias para prevenção e combate à propagação e contágio da pandemia de Covid-19 na cidade.

A partir do Decreto 2562, em 18 de março, foi estabelecida a situação de emergência no município para flexibilizar a utilização de recursos públicos, equipamentos e pessoal para a saúde e, assim, tentar cortar a corrente de transmissão da pandemia. No mesmo decreto, foi determinado o atendimento exclusivo para pacientes com sintomas respiratórios em todas as 21 unidades básicas de saúde (UBS), onde os demais serviços foram suspensos e realocados para escolas do município, pois as aulas já estavam paralisadas.
 
Os servidores municipais, principalmente de saúde, receberam capacitação com uma médica infectologista do município com veiculação de vídeo explicativo sobre as medidas de controle da disseminação do vírus durante a realização das atividades profissionais.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe foi antecipada em Palhoça para idosos e posteriormente foi realizada para pacientes acamados também, em domicílio, unidades escolares e por sistema drive thru, com aplicação da doses no carro dos pacientes. 

As farmácias que funcionavam nas UBSs continuaram fornecendo medicamentos nas escolas dos bairros e o prazo para vencimento de receitas médicas foi flexibilizado, assim como laudos e outros documentos exigidos na Farmácia de Alto Custo, que passou a atender com horário agendado. 

As unidades de pronto atendimento (UPA) e as UBSs focaram no atendimento de sintomas respiratórios, evitando o cruzamento de grupos de risco. Além disso, novos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes de serviços gerais foram contratados.
 
A Policlínica Municipal de Referência, com atendimento médico especializado, prestou atendimento às gestantes, recém-nascidos e portadores assintomáticos de doenças crônicas, enquanto demais serviços, visitas domiciliares, fisioterapêuticas, consultas e exames eletivos foram suspensos. Gradualmente, todos os atendimentos estão voltando à normalidade, visto que a demanda de pacientes com sintomas respiratórios nas unidades de saúde permanece baixa. 

Mais de 3 mil testes rápidos e PCR (Proteína C-Reativa) foram adquiridos e mais de mil realizados nas unidades básicas, UPAs e por esquema drive thru, após monitoramento dos casos pela Vigilância Epidemiológica. A testagem iniciou em casos suspeitos avaliados por médicos do município e foi ampliada para quem teve contato mais próximo com pessoas infectadas por Covid-19.

Barreiras sanitárias foram instaladas em locais estratégicos da região Sul do município, onde ficam as praias do Sonho, Pinheira e Guarda do Embaú, com o objetivo de evitar aglomerações e restringir a circulação excessiva de moradores e turistas, principalmente durante feriados prolongados. Com apoio das forças de segurança atuantes na cidade, a Secretaria de Saúde (Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica) aferiu temperatura, orientou e fiscalizou o acesso de moradores e turistas em relação às medidas de prevenção, isolamento, e funcionamento restrito de atividades econômicas. 
 
Outras ações de prevenção ao contágio e disseminação do vírus podem ser elencadas, como a intensificação da higienização com o uso de caminhões hidrojato e hipoclorito de sódio em toda a estrutura física da Prefeitura, unidades de saúde, educação e vias públicas. Paralelamente, foram disponibilizados produtos de higiene, como álcool em gel para os servidores. A Vigilância Sanitária está monitorando e fiscalizando constantemente os comércios em funcionamento, para garantir o cumprimento das medidas de higiene e distanciamento. 

Um painel online de status dos casos de Covid-19, com informações diárias sobre a evolução do novo coronavírus no município, como tratamento e recuperação de pacientes por bairro e faixa etária, foi disponibilizado. Este painel fica dentro do Portal da Transparência, com as movimentações municipais de combate à pandemia e informações detalhadas sobre a utilização de recursos públicos para a emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia.
 
Uma central telefônica de atendimento, que está entre as primeiras medidas tomadas sobre a pandemia, já atendeu mais de 7 mil ligações, das 7h às 19h, fazendo triagem dos sintomas e orientando sobre o novo coronavírus, por telefone, para distanciamento social, isolamento domiciliar e quarentena ou encaminhamento à unidade básica de saúde para atendimento médico. A central telefônica também conta com psicólogos, que dão a atenção que o cidadão precisa pra enfrentar a quarentena com estabilidade emocional, além de mais de cem alunos do curso de medicina da Unisul, que auxiliam as equipes das 21 unidades de saúde no serviço de telemedicina, por telefone.

Informações sobre o novo coronavírus no município e boletins epidemiológicos são enviados diariamente por meio do canal de atendimento da Prefeitura no aplicativo de mensagens WhatApp. Para receber, basta o cidadão adicionar o número (48) 99976-1776 nos seus contatos.
 
Na Assistência Social, cerca de 10 mil cestas básicas com produtos de higiene e máscaras de tecido foram entregues para famílias em vulnerabilidade social cadastradas no programa Bolsa Família com alunos matriculados na rede municipal de ensino. Destas, 1.700 foram distribuídas às famílias pela Secretaria de Educação nas escolas onde os alunos estudam.

Os abrigos institucionais mantiveram o funcionamento interno e outro foi montado com acomodações e condições de higiene para proteger moradores de rua da pandemia.
 
A pandemia movimentou a solidariedade no município. A Prefeitura solicitou doações de equipamentos de proteção, itens de higiene e limpeza e alimentação para profissionais de saúde e muitas empresas auxiliaram fornecendo refeições, máscaras, luvas e aventais. A escola profissionalizante do município também doou 3 mil máscaras de tecido confeccionadas pelos alunos.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • ea73bab336bac715f3185463fd7ccc14.jpg