Tradição e fé se renovam na Festa do Divino

Celebração é realizada no Centro de Palhoça há 129 anos

411322f220f6d03e6586aa5d14b3ce30.JPG Foto: ORILDO SILVEIRA

A devoção ao Divino Espírito Santo foi mais uma vez reafirmada na Festa do Divino da Matriz de Palhoça, realizada no último final de semana. O evento é uma das mais tradicionais expressões culturais e religiosas do povo de origem açoriana e reuniu a comunidade palhocense e da região, que participou das celebrações de missas, desfiles do cortejo imperial, bingo, rifas, almoços festivos e diversos shows.

Para o casal festeiro 2019, Elizângela Veber e Vanio da Silva Vieira, a festa priorizou a essência da sua origem, valorizando a simplicidade e o reencontro de amigos e familiares. “Agradecemos a comunidade palhocense e moradores de outras cidades da região, que prestigiaram a nossa festa”, registrou Vanio.

As festividades em homenagem ao Divino Espírito Santo são realizadas a partir das celebrações de Pentecostes, ou seja, comemoram a crença da descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo, e ocorrem 50 dias após o domingo de Páscoa, sendo o resultado da mescla de elementos religiosos, culturais e folclóricos. A Paróquia Senhor Bom Jesus de Nazaré realizou sua tradicional festa no último final de semana, entre os dias 15 e 17 de junho. O evento é uma representação da coroação dos imperadores dos tempos do Brasil Império. Uma família da cidade (com muita honra) é convidada para ser a festeira. Nos dias de festa, o cortejo, acompanhado da banda de música, percorre as ruas da cidade com o Imperador, a Imperatriz e os pajens vestidos a caráter, e vai se instalar num trono, onde permanece presidindo o cerimonial. Os festejos, que no Centro de Palhoça acontecem há 129 anos, reúnem ainda novenas, promessas, oferendas, bailes e cantorias, enfim, momentos de resgate cultural e momentos de fé, como os que foram vividos pela comunidade palhocense no último final de semana.


Novos festeiros

O aguardado anúncio dos novos festeiros do Divino Espírito Santo foi feito, como de praxe, durante a missa do domingo (16). Em 2020, o casal Adriano Pedro da Silva e Elisangela Machado da Silva terá a honra e a responsabilidade de manter viva essa herança de fé e tradição. Nas redes sociais do jornal Palhocense, o empresário da Ponte do Imaruim Adriano Silva falou da emoção da escolha e dos preparativos para a próxima festa. “A cidade pode esperar uma festa popular. Sem ostentação, mas com muita fé e participação das famílias. Não teríamos condições de fazer sozinhos, mas o padre nos deu segurança para aceitar esse desafio, com ajuda dos nossos amigos”, anunciou, após a missa. 



Galeria de fotos: 70 fotos
Créditos: ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA ORILDO SILVEIRA
Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • Banner-310x260.gif